COLNIZA

Que Deus acolha você!

Adeus Adriana S. P. Oleano.

Publicados

em

HB/CANON/T7/2021/MT/BRASIL

Quem de nós nunca disse: Eu não gosto de Hospitais, Velório, Cemitério?

Quem de nós nunca teve que voltar atrás no que disse pelo amor, ou pela dor?

Podemos involuntariamente sustentar estes pensamentos até o dia em que perdemos um ente querido, quando faríamos coisas inimagináveis para trazê-los de volta, quando iriamos nos confins da terra para resgata-los.

Nosso companheiro Jonathan Ubirajara Oleano em um acidente fatídico perdeu sua esposa Adriana da Silva Pereira Oleano alguém que esperava cuidar dos filhos quando ele partisse, mas e agora que o infortúnio fez transgredir a logica?

A morte por si só já é uma tragédia pronta e desde os primórdios não conseguimos lidar bem com ela, que nos arranca numa fração de segundos quem pensávamos ter pela eternidade, de todas as cicatrizes que Jonathan carrega esta para sempre será a maior, a mais dolorida, e toda vez que ver o semblante dela nos filhos, no horizonte ao entardecer, na flor preferida, na musica, nas gavetas abarrotadas de coisas dela, será de novo atingido.

Leia Também:  Vereador Aguinaldo parabeniza a Prefeitura de Colniza, e agradece em nome do assentamento Capa!

Agora sobraram muitas coisas dela que ele terá de cuidar com o mesmo carinho em que ela cuidaria inclusive da sua continuidade, aqueles por quem ela morreria mil vezes, os filhos! Quem partiu não poderá ver quem ficou, espera que alguém dê continuidade as coisas boas que fazia nesta vida e este será sem duvida o compromisso de Jonathan agora, amarrar o cadarço, pentear os cabelos, ajudar no dever de casa, contar historias para dormir daquelas onde a figura principal terá o semblante da mãe.

A única certeza que temos é que os anjos do céu ganharam um belo sorriso e um ser humano extraordinário para conviver, enquanto nós amigos e parentes regozijamos por saber que sua alegria contagiará a casa do senhor.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

COLNIZA - MT

Após Homologação da Vara do Trabalho de Juína hospital de Colniza vai receber aparelho de raio-x móvel

Publicados

em

Foto Internet

A Vara do Trabalho de Juína, no norte de Mato Grosso, homologou um acordo que prevê a entrega de um aparelho de raio-x móvel para o Hospital Municipal André Maggi, de Colniza, localizado na fronteira com os estados do Amazonas e de Rondônia.

A perspectiva é que o equipamento propicie o acesso da população a melhores diagnósticos e tratamentos médicos, sem necessidade de se deslocar para outras cidades.

A conciliação pôs fim a dois processos envolvendo a empresa Líder Construções Elétricas, ambos movidos pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) devido a irregularidades que levaram a morte de um empregado e desrespeito à contratação de pessoas com deficiência.

Inicialmente, o juiz Adriano Romero, titular da Vara de Juína, propôs que a conciliação resultasse na construção, pela empresa, de infraestrutura para levar energia elétrica até uma comunidade de 200 famílias localizadas na zona rural de Colniza. A proposta acabou não se concretizando pelos custos previstos com o projeto.

Foi sugerido, então, a compra do raio-x para equipar o hospital municipal.

Pelo acordo, a empresa se comprometeu a comprovar a compra do equipamento em até três meses e depois efetuar a entrega.

Leia Também:  O setor de Identificação e Posto Eleitoral de Colniza irão realizar mutirão para atender aos cidadãos distantes de centro da cidade.

Em caso de descumprimento da conciliação, a execução voltará a correr pelos valores estabelecidos nas decisões judiciais, acrescidos dos juros e correções monetárias.

Destinações

O direcionamento de recursos oriundos de condenações por danos morais coletivos para projetos e ações que atendam a sociedade já é comum na Justiça do Trabalho em Mato Grosso. O foco é reverter os valores pagos por empresas para a própria comunidade, lesada pelo desrespeito à legislação trabalhista.

Fonte: Juína News

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

COLNIZA

CIDADES

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA