COLNIZA

COVID 19 faz muitas vítimas e assusta Colniza.

Novo Decreto é Álcool Zero em Colniza por oito dias

Publicados

em

HB/CANON/T7/2021/MT/BRASIL

 

 

Novo Decreto é Álcool Zero em Colniza por oito dias

 

O Comitê Municipal de Prevenção, e Orientação e Enfrentamento ao Covid 19.

Reuniu-se nesta segunda-feira (29) para debater e decidir se adere ou não ao movimento dos prefeitos da Região Noroeste do Mato Grosso, ao abrir a reunião o Prefeito Milton Amorim falou sobre a Conferência dos Prefeitos que acabara de participar onde o município de Colniza que é risco alto foi intimado também a participar, o prefeito descartou o Lockdown, mas aderiu ao movimento em que todos os prefeitos da região participam.

Conforme divulgado, o governo do Estado publicou decreto na última semana no qual orientava municípios classificados com risco de contágio “muito alto” da covid-19 a adotarem quarentena coletiva obrigatório de 10 dias, com a perspectiva de conter o avanço da doença.

Diante da normativa, que foi apontada como sendo orientativa pelo Estado, diversos municípios seguiram com decretos anteriores ou com novas medidas diferentes da prevista na norma estadual. Assim, o Ministério Público acionou a Justiça para que as cidades cumprissem o decreto estadual de forma compulsória, o que foi acatado pela desembargadora Maria Helena Póvoas.

Diante do aditamento requerido pelo órgão regulador, a Prefeitura de Cuiabá ingressou com pedido de indeferimento da ação. Contudo, não teve o pedido acatado. No parecer da desembargadora é sustentado que “no enfrentamento de uma pandemia, não podem ser considerados isoladamente os interesses particulares deste ou daquele Município”.

Com a decisão, Cuiabá, Várzea Grande e outras 48 cidades mato-grossenses com risco muito alto de contágio deverão adotar quarentena coletiva obrigatória, com manutenção apenas das atividades essenciais previstas no decreto nacional de março de 2020. Conforme a magistrada, os municípios que descumprirem a determinação serão penalizados.

 

E a partir da publicação da alteração do decreto o que deve acontecer hoje (30) ficará proibido à venda de bebidas alcoólicas e proibido a circulação dentro dos limites da cidade de Colniza de veículos de transportes coletivos (Ônibus, Taxis) Municipal e Intermunicipal, Interestadual, nas igrejas é permitido celebração de Missas, e Cultos com apenas 30% da capacidade, está proibido festividades, por um período de oito dias podendo ser prorrogado caso seja necessário.

Leia Também:  Vice – Prefeito Marco Antônio assume temporariamente pela terceira vez este ano em Colniza!

O Comitê foi pela primeira vez quase unânime em decorrência das mortes que tem assustado com sua crescente no município.

A reunião aconteceu hoje a partir das 17 horas no pátio da Prefeitura com a presença de Vereadores, CDL, Polícia Militar, Fiscalização, Secretários, e todos os integrantes do Comitê.

Ao final o Prefeito Miltinho disse que espera não precisar renovar o decreto, e que torce para que oito dias sejam suficientes para baixar o alto índice de óbitos no município.

 Confira as medidas destacadas no decreto estadual a seguir:

– Fica proibido por 08 dias a venda de bebida alcoólica.

 – De segunda à sexta, permissão de todas as atividades econômicas das 5h às 20h. Aos sábados e domingos, a permissão será até o meio-dia. A exceção fica por conta das farmácias, imprensa, hospedagem, serviços de guincho, segurança e vigilância privada, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina indústrias, transporte de alimentos e grãos, e serviços de manutenção de atividades essenciais, como água, energia, telefone e coleta de lixo.

 – Supermercados poderão funcionar nos sábados das 5h às 20h. Aos domingos até o meio-dia.

 – Restaurantes, inclusive os localizados em shoppings, poderão atender nos sábados e domingos até às 14h.

 – Fica autorizado o funcionamento de restaurantes e congêneres nas modalidades take-away e drive-thru somente até às 20h45m.

 – Fica proibida a venda de bebida alcoólica nas conveniências, restaurantes, lanchonetes e congêneres localizadas em postos de combustíveis situados em rodovias estaduais e federais no Estado de Mato Grosso fora dos horários definidos.

 – Os supermercados, nos horários de funcionamento, devem aplicar sistema de controle de entrada restrito a um membro por família.

 – Nos horários permitidos, as atividades econômicas deverão respeitar as medidas de segurança, como o uso de máscara, distanciamento e limitação de 50% da capacidade máxima do local.

 – Eventos podem ocorrer dentro do horário permitido, respeitado o limite 30% da capacidade do local.

 – Os serviços de entrega por delivery seguem autorizados até às 23h59.

 – O transporte coletivo e congêneres (Uber, 99, etc) podem funcionar normalmente.

 – Toque de recolher a partir das 21h até às 5h, com proibição de circulação, com exceção dos trabalhadores e consumidores das atividades já listadas.

 – Nos órgãos públicos estaduais, fica suspenso o atendimento presencial em todas as secretarias e órgãos do governo, com exceção das unidades finalísticas. Quanto a jornada de trabalho, cada secretaria/autarquia vai disciplinar medidas para redução do fluxo de pessoas. 

 Quarentena coletiva obrigatória no território do Município, por períodos de 10 (dez) dias, prorrogáveis, mediante reavaliação da autoridade competente, podendo, inclusive, haver antecipação de feriados para referido período;

 Suspensão de aulas presenciais em creches, escolas e universidades.

 Controle do perímetro da área de contenção, por barreiras sanitárias, para triagem da entrada e saída de pessoas, ficando autorizada apenas a circulação de pessoas com o objetivo de acessar e exercer atividades essenciais;

 Manutenção do funcionamento apenas dos serviços públicos e atividades essenciais;

 Os Municípios poderão adotar medidas mais restritivas do que as contidas neste decreto, desde que justificadas em dados concretos locais que demonstrem a necessidade de maior rigor para o controle da disseminação do novo coronavírus.

 O funcionamento de parques públicos estaduais seguirá as restrições estabelecidas pelos Municípios em que se encontrem e, na ausência de normas a este respeito, poderão ser utilizados, desde que observado o distanciamento mínimo de 1,5m entre as pessoas, ficando vedado o acesso sem o uso de máscara de proteção facial.

 

 

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

COLNIZA - MT

A. APICOL Associação dos apicultores de Colniza recebe da SEAF caixas de Abelhas com colmeias

Publicados

em

HB/CANON/T7/2021/MT/BRASIL

Na tarde de ontem estivemos juntamente com o prefeito Milton Amorim de Colniza acompanhando a entrega de mais de Sessenta  caixas de madeira para produção de mel.

No local tinham vários integrantes da A. APICOL (Associação dos Apicultores de Colniza) que se reuniram para falar de vários assuntos de interesse da Associação que visa um crescimento acentuado agora com o apoio da Secretaria Municipal de Agricultura e (SEAF) Secretaria de Estado da Agricultura Familiar,

Todos que falaram agradeceram ao Prefeito Milton Amorim, Secretário Estadual Silvano Amaral, Secretário Municipal Marco Aurélio, o Presidente Wesley aproveitou para falar de um plano de ampliação, que anteriormente teria conversado com Secretário Silvano Amaral em visita no mês de setembro de 2019 para aumentar em trinta metros a estrutura da Associação para desenvolver melhor os trabalhos, disse estar pronto o projeto de ampliação e conta com o apoio do estado para a tão sonhada construção.

Todos os integrantes da produtora de mel falaram sobre o período de paralização devido à pandemia e foram unanimes em afirmar que ouve um retrocesso, e agora pretendem arregaçar as mangas e recuperar o tempo perdido, e com trabalho evitar que percam o mercado de atuação.

Leia Também:  Registro Nacional de Veículos possibilita transferência eletrônica de propriedade

Estiveram presentes nesta reunião além de vários apicultores o Vereador Miro secretário de Agricultura Marco Aurélio Velasco, e o Prefeito Milton Amorim que também garantiu a contra partida pelo lado da prefeitura nos projetos da associação, e inclusive já reservou um favo de mel in natura direto com a ex-presidente Cristina.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

COLNIZA

CIDADES

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA