COLNIZA

Com o novo formato, a Sul-Americana terá sua fase de grupos com oito chaves de quatro times cada

Veja grupos dos clubes brasileiros na Copa Sul-Americana

Publicados

em

Foto Internet

Conmebol realizou nesta sexta-feira o sorteio da fase de grupos da edição de 2021 da Copa Sul-Americana, que a partir deste ano tem um novo formato, parecido com o da Copa Libertadores. São seis clubes do Brasil já garantidos na disputa, que conheceram os seus adversários. Destaque para o Corinthians, que caiu no Grupo E juntamente com Sport Huancayo, do Peru, River Plate, do Paraguai, e o vencedor do duelo de times do Uruguai entre Montevideo City Torque e Fénix.

A fase de grupos da Sul-Americana terá 16 times classificados da fase preliminar, seis clubes do Brasil (Corinthians, Athletico-PR, Bahia, Ceará, Red Bull Bragantino e Atlético Goianiense) e outros seis da Argentina, além dos quatro eliminados da terceira fase preliminar da Libertadores. Nesta etapa estão dois brasileiros: Santos e Grêmio.

Com o novo formato, a Sul-Americana terá sua fase de grupos com oito chaves de quatro times cada, que será disputada entre 20 de abril e 27 de maio. Cada equipe fará seis jogos contra os times do mesmo grupo, em partidas de ida e volta. Os melhores de cada grupo avançam às oitavas de final e enfrentarão quem ficar na terceira posição de cada chave da Libertadores.

Leia Também:  Sicoob Credip inaugura agência no Distrito do Guariba em Colniza - MT

Além do Corinthians, o Athletico-PR foi cabeça de chave por causa do ranking da Conmebol. O time paranaense caiu no Grupo D juntamente com Melgar (Peru), Aucas (Equador) e Metropolitanos (Venezuela). No B, o Bahia terá pela frente Independiente (Argentina), Guabirá (Bolívia) e o vencedor do duelo uruguaio entre Cerro Largo e Peñarol.

Estreante na Sul-Americana, o Red Bull Bragantino está no Grupo G com Emelec (Equador), Deportes Tolima (Colômbia) e Talleres (Argentina). O Ceará caiu no Grupo C com Jorge Wilstermann (Bolívia), Arsenal de Sarandi (Argentina) e quem perder de Bolívar (Bolívia) x Junior Barranquilla (Colômbia), pela fase preliminar da Libertadores.

Por fim, o Atlético Goianiense foi sorteado no Grupo F com Newell´s Old Boys (Argentina), Palestino (Chile) e o eliminado de Libertad (Paraguai) x Atlético Nacional (Colômbia), que é outro confronto da fase preliminar da Libertadores.

Confira os grupos da Copa Sul-Americana:

Grupo A – Rosario Central-ARG, Huachipato-CHI, 12 de Octubre-PAR e San Lorenzo-ARG ou Santos

Grupo B – Independiente-ARG, Bahia, Guabirá-BOL e Cerro Largo-URU ou Peñarol-URU

Grupo C – Jorge Wilstermann-BOL, Arsenal de Sarandi-ARG, Ceará e Bolívar-BOL ou Junior Barranquilla-COL

Leia Também:  Flamengo vence Rio Preto fora de casa e é campeão do Brasileirão feminino

Grupo D – Athletico-PR, Melgar-PER, Aucas-EQU e Metropolitanos-VEN

Grupo E – Corinthians, Sport Huancayo-PER, River Plate-PAR e Montevideo City Torque-URU ou Fénix-URU

Grupo F – Newell´s Old Boys-ARG, Palestino-CHI, Atlético Goianiense e Libertad-PAR ou Atlético Nacional-COL

Grupo G – Emelec-EQU, Deportes Tolima-COL, Talleres-ARG e Red Bull Bragantino

Grupo H – Lanús-ARG, La Equidad-COL, Araguá-VEN e Independiente Del Valle-EQU ou Grêmio

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Após desistir de cinco provas, Simone Biles vai disputar final da trave

Publicados

em

Foto Internet

Depois de ficar fora das finais por equipe, individual geral, salto, barras assimétricas e solo para cuidar de sua saúde mental, a ginasta Simone Biles confirmou presença na final da trave da ginástica artística dos Jogos Olímpicos de Tóquio, prova que também terá a brasileira Flávia Saraiva.

A confirmação da participação de Biles na prova foi anunciada nesta segunda-feira pela Federação Americana de Ginástica (USA Gymnastics, na sigla em inglês), em um breve comunicado.

“Estamos muito animados em confirmar que vocês verão duas atletas americanas na final da trave amanhã – Suni Lee e Simone Biles. Mal podemos esperar para vê-las”, informou a federação nas redes sociais, fazendo menção também a Sunisa Lee, atleta americana que faturou o ouro no individual geral e bronze nas barras assimétricas.

A final da trave é a última da ginástica artística feminina nos Jogos Olímpicos de Tóquio e será disputada nesta terça-feira a partir das 5h50 (horário de Brasília).

Biles se classificou para todas as quatro finais de aparelhos, mas optou por se retirar de todas, exceto a trave. Antes, ela já havia desistido da competição por equipes durante a disputa depois de se perder no ar e da final individual geral para se concentrar inteiramente em sua saúde mental.

Leia Também:  Bronca dá certo, Brasil vence, e Thaísa supera "dor de cabeça": "Jogo chato"

Em suas redes sociais, Biles detalhou suas lutas no treinamento com os “twisties”, um termo da ginástica para quando o corpo e a mente de uma ginasta não estão em sincronia.

“Minha mente e meu corpo simplesmente não estão em sincronia”, explicou a ginasta americana. “Para qualquer um que diga que parei. Eu não desisti”, completou a estrela da ginástica. Ela relatou que havia sofrido com o problema anteriormente, mas apenas no chão.

A desorientação relatada por Biles é causada por problemas de saúde mental, intensificados em momentos de pressão, como a disputa dos Jogos Olímpicos. A decisão de não participar das disputas foi tomada em conjunto com a equipe médica da ginástica americana, visando evitar qualquer tipo de lesão grave.

Biles terá a chance de ganhar sua segunda medalha em Tóquio, já que, apesar de ter sido retirada da final após uma falha no salto, levou a prata na disputa por equipes. Ela ostenta quatro ouros e um bronze conquistados na Olimpíada do Rio, em 2016.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

COLNIZA

CIDADES

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA