COLNIZA

POLÍTICA

Nininho participa de entrega de ambulâncias em Poxóreu

Publicados

em


Foto: VÂNIA NEVES

A entrega oficial das quatro ambulâncias nesta segunda-feira (3) em Poxoréu, contou com a participação do deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, com uma cerimônia simples, mobilizada pelo prefeito Nelson Paim (PDT) e as presença do presidente da Câmara, vereador Geovane Conceição (MDB), do deputado estadual Sebastião Rezende (PSC), do vice-prefeito Luciano Sol (DEM), da secretária municipal de Saúde, Cátia Lina, demais vereadores e secretários.

As ambulâncias foram adquiridas por meio das emendas parlamentares destinadas pelos deputados Nininho e Sebastião Rezende, com a contrapartida financeira do município.

“Como parlamentar estamos fazendo a nossa obrigação. Parabenizamos a gestão municipal pela articulação e habilidade com os recursos financeiros para garantir o melhor para a população. Também estendemos os agradecimentos à Câmara de Vereadores e todo apoio que eles têm dado, e ainda, lembramos o compromisso honrado pelo governo do estado com o pagamento das emendas. Isso é muito importante”, ressaltou o deputado.

De acordo com o prefeito Nelson Paim, as ambulâncias passam a atender a população dos distritos Aparecida do Leste, Jarudore e Paraíso do Leste, o furgão vai permanecer na sede. 

Leia Também:  Botelho confirma emendas para projeto "Marcos Urbanos para Várzea Grande"

“Conseguimos R$ 530 mil em emendas e o município entrou com o aporte de R$ 370 mil, graças aos recursos conseguimos adquirir veículos de qualidade para atender a população. Passamos por muitas dificuldades neste período de pandemia com ambulâncias sem condições de rodar, mas agora, podemos oferecer o melhor para o nosso povo”, explicou o prefeito

O deputado Nininho lembrou os vereadores Agnaldo Batata, Edson Tour e o ex-vereador Evangelista pela indicação entregue a ele no ano passado. “Os vereadores conhecem a necessidade das regiões que serão atendidas com as novas ambulâncias e esta era uma das preocupações deles, porque muitas vezes dependendo das condições da ambulância o paciente sai do local, porém, a preocupação é saber se ele vai chegar ao destino sem que haja contratempo. Agora a população está mais segura”, ratificou Nininho.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

Faissal cobra informações sobre o local onde o governo pretende construir hospital regional em confresa

Publicados

em


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou, na sessão da manhã desta quarta-feira (23), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), um requerimento de informações (nº 307/2021) sobre a obra do Hospital Regional do Araguaia, em Confresa.  O parlamentar pede explicações sobre a posse do imóvel onde o  governo do estado quer instalar a unidade de saúde, além de supostas irregularidades relativas ao local onde ele será construído.

Faissal questiona no pedido se foi analisado pelo governo do estado, no parecer homologado sobre a construção do hospital regional, em Confresa, a titularidade do imóvel. O deputado aponta que a empresa Frenova Imobiliária e Negócios Ltda., que quer vender o espaço onde a obra será erguida, sequer possui a posse do terreno. A área foi alvo de uma disputa judicial que tramitou na 1ª Vara de Porto Alegre do Norte,  com processo já transitado em julgado e posse em favor de Ricardo Aloísio Babinski.

“Quem, em sã consciência, iria adquirir um imóvel em litígio? Acredito que ninguém, mas o Estado de Mato Grosso quer fazer isso. Quem quer vender, sequer tem a posse, pois esta pessoa a perdeu em juízo, já transitado em julgado. Ninguém compraria um imóvel só no papel, sem ter a posse, que é o principal”, afirmou.

Leia Também:  Documento que contesta proposta do Zoneamento Socioeconômico e Ecológico é entregue aos deputados

A instalação do hospital regional estava prevista para ser feita em Porto Alegre do Norte, mas a atual gestão do governo do estado decidiu alterar os planos e instalar a unidade de saúde em Confresa. No pedido de informações, Faissal questiona ainda sobre a existência de um lixão localizado bem próximo ao local onde será erguida a obra, o que, segundo o parlamentar, seria mais um transtorno.

“Vejo isso de duas formas. Ou o governo do estado não quer fazer este hospital, ou está me ‘cheirando mal’. Esta mudança de sede, de Porto Alegre do Norte para Confresa, fede. Fede tanto quanto o lixão localizado logo atrás do local onde o Executivo quer instalar esta unidade de saúde. Este Parlamento precisa conversar com o governador e o secretário de Saúde para tentar convencer o Estado a rever esta questão. Esta pessoa que quer vender, sequer tem o que vender”, completou.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

COLNIZA

CIDADES

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA